O rapaz estava sendo procurado a um ano e três meses

Júlio César Pereira de 39 anos, o Alemão, é um bandido perigoso, violento, com diversas passagens pela polícia e responde a muitos crimes, cometidos inclusive na zona rural. Ele estava foragido desde 2014 e na rua cometendo crimes.

Alemão foi preso na manhã desta sexta-feira (29), em uma Operação da Polícia Militar que contou com a participação de militares do 24º Batalhão de Varginha e com apoio do Canil.

Alemão estava morando em uma casa abandonada em um sítio, bem próximo a Cidade, no bairro Antônio de Brito. Os militares cercaram o local por volta das 6 horas da manhã e o foragido não teve como reagir ou tentar fugir, para uma mata que fica bem próximo da casa abandonada onde estava escondido. Com ele foram apreendidos R$135 em dinheiro.

De acordo com o comandante da 151ª Companhia de Polícia Militar Tenente Bruno Neves Tavares que comandou a operação, Alemão tinha o costume de usar esta casa apenas dormir. Tomava banho em um ribeirão nos fundos da propriedade e ficava escondido no meio do mato durante o dia inteiro.

Alemão foi preso, levado para a Delegacia de Policia Civil e em seguida encaminhado para o Presídio.

Experiência no crime

DSC04897
Ficha criminal extensa – dano, lesão corporal, furto, roubo, assalto, estelionato, assalto e corrupção de menores

Júlio César é calmo ao falar sobre os crimes que cometeu, mas de acordo com Tenente Bruno é extremamente violento. Está no mundo do crime a cerca de 20 anos. Os primeiros crimes cometidos por tiveram os inquéritos instaurados pelo delegado da época, o falecido Dr. Arildo da Cunha Fraga. Já ficou preso durante 12 anos e tem uma ficha extensa, com passagens por diversos crimes – dano, lesão corporal, furto, roubo, assalto, estelionato, assalto e até corrupção de menores. Ele usa arma de fogo e é extremamente violento e tem o poder de aliciar pessoas, inclusive menores para o mundo do crime

Beneficiado pela Justiça, ele cumpria a pena em regime semi aberto e estava trabalhando na Secretaria Municipal de Transportes e Obras em uma parceria entre a SUAPI e a Prefeitura, mas acabou fugindo em 2014. Desde então estava na rua e não parou de cometer crimes. Faltavam três meses para ele concluir uma parte da pena. Ele é o suspeito de cometer diversos assaltos, inclusive na zona rural. Em janeiro do ano passado, Alemão teria roubado um carro e tomou outro de assalto no Distrito do Pontalete. As características que as vítimas passaram, quando os boletins de ocorrências foram registrados na época, levam a crer que o suspeito é mesmo Júlio César.

Em entrevista, o foragido afirmou que estava trabalhando em uma cooperativa em São Paulo (SP), de carteira assinada. Estava em Três Pontas há somente quatro dias, para visitar o filho, mas a polícia afirma que já tinha informações, inclusive de moradores que ele vivia escondido em comunidades rurais e tinha o hábito de mudar com frequência para evitar que fosse preso.

Para Tenente Bruno, a prisão de Júlio César é um alívio à população e representa que muitos crimes deixarão de ser cometidos.

COMPARTILHAR

Comentários