Home Blog

Novo panorama da pandemia faz Secretaria de Saúde mudar estrutura de atendimento para casos de Covid-19

0

A esperança que cria no coração das pessoas é a diminuição do número de casos de Covid-19, pandemia que mudou a vida de todo mundo. Felizmente, em Três Pontas mantém nesta estatística, com a diminuição de casos, internações e também de óbitos. Com isto, a  necessidade de um local exclusivo para atendimento da Covid, tornou-se desnecessária, por isso a tenda que ficava ao lado do Pronto Atendimento Municipal (PAM), foi desmontada. Os boletins divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde diariamente, agora, serão veiculados apenas duas vezes por semana. Os testes da Covid-19 continuam sendo realizados e a própria unidade básica de saúde marca com a equipe do PAM.

A secretária de Saúde Teresa Cristina Rabelo Corrêa, explica que as pessoas com sintomas de gripe, devem procurar as unidades básicas de saúde mais próxima de sua casa. Quem tiver outros sintomas mais severos, como falta de ar, devem se dirigir ao PAM. Ela orienta que as pessoas não devem esperar os sintomas se agravarem. “Se tiver com dor no corpo, espirro, coriza que são sinais de gripe, dirija-se a unidade de saúde do seu bairro, lá o médico vai examiná-lo e vê necessidade de enviar ao PAM ou não”, disse Teresa Cristina.

Mas é preciso deixar claro, que a diminuição de casos, de internações, de óbitos ou mesmos de casos positivados de Coronavírus, não quer dizer que a pandemia acabou e é preciso manter os cuidados. Segundo a secretária, há rumores de uma terceira onda em forma de uma cepa chamada Delta. Ela ainda não chegou em Três Pontas, mas as medidas eficazes comprovadas durante esses dois anos de pandemia são as medidas não farmacológicas como evitar aglomeração, uso da máscara, a lavagem das mãos, o uso do álcool em gel. Teresa classifica que ainda estamos sobre um manto incerto da pandemia. “Então, vamos evitar aglomerar em locais fechados, se tivermos que passear, que comemorar alguma festa que sejam em locais abertos, porque ainda podemos sofrer alguma força maior dessa pandemia”.

A Academia Científica entende que é o avanço da vacinação, tornou-se o meio eficaz para o enfrentamento desta pandemia. A coordenadora do Programa de Imunização da Secretaria de Saúde Lara Miranda, que já tinha experiência muito grande em campanhas de multivacinação, teve o trabalho que o Brasil inteiro teve nos grupos de risco com comorbidades e graças a equipe que tem a mudança na sua estrutura, se mostrou bem organizada. O município já tinha os pontos de vacinação, as salas de vacina, as geladeiras e as caixas usadas para transportar as doses contra a Covid-19. O trabalho foi uma questão de logística para a vacinação em massa. Nela é impossível não haver filas porque a estrutura é montada no momento da aplicação das doses.

Cada produção de vacina tem as suas particularidades. As doses não podem ser aplicadas longe de um posto de saúde, devem estar em locais abertos, elas tem que ter a sequência como se fosse uma linha de produção. A vacina não pode misturar de maneira nenhuma com as caixas de seringa.

O profissional tem que montar a seringa, a agulha e ela tem que ser aplicada em seguida. E sempre tem que haver uma pessoa responsável, como a coordenadora da Atenção Básica Débora Ribeiro, a coordenadora de Imunização Lara Miranda, a sub-secretária  Geovania Rabello ou propriamente a secretária de Saúde Teresa Cristina. Em momento nenhum se abriu um ponto de vacinação contra a Covid em Três Pontas que não tivesse a presença de uma das quatro. A esperança é que a população entenda a necessidade das imunizações.

O balanço feito pela secretária, é que Três Pontas brilhou no momento de desconhecimento, de pânico, de medo e de incertezas. Por isto, os agradecimentos vão para a população trespontana, o Hospital São Francisco de Assis, aos profissionais de Saúde e ao líder de tudo que é o prefeito Marcelo Chaves.

Atenção básica

“O município de Três Pontas é um município que prioriza a atenção básica e necessário que ela funcione. Isto significa detalha a secretária de Saúde Teresa Cristina que os médicos precisam atender 80% dos agravos da saúde. Uma das ações que Três Pontas fez no meio desta pandemia, foi implantar o prontuário eletrônico em todas as unidades. Quando o paciente passa por uma consulta, todo seu histórico já está dentro do seu prontuário. Nele estão interligados o PAM, o CIAMA e as unidades de saúde, com exceção dos PSF rurais onde não tem internet. Os exames médicos não são mais impressos. Eles saem do Laboratório Municipal no sistema e o resultado chega no médico para avaliação, na unidade de saúde onde paciente teve a solicitação realizada. Só é impresso caso seja um tratamento fora do município.

Especialidades médicas

Três Pontas conta hoje com um Centro de Especialidades Médicas, que funciona no antigo Centro Pediátrico. Juntamente com o Dr. Francisco Araújo, está acontecendo a diminuição dos pré-diabéticos, onde são feitos os curativos. A Secretaria de Saúde está se preparando para formar uma equipe de atendimento domiciliar. As pessoas com hospitalização alongada por problemas vasculares, hipertensos, fase terminal de câncer, terão um atendimento em casa.

A Secretaria fará convênio com Hospital São Francisco de Assis, proporcionando que o paciente que recebeu alta e saiu sequelado por algum motivo, e ele terá um acompanhamento, evitando também que ele retorne para o Hospital. “Os objetivos maiores desse atendimento domiciliar é dar um momento de carinho e humanidade para família do paciente em fase terminal e evitando que se tenha internações repetitivas. Vamos ensinar a família tratar desse paciente em casa”, justifica Teresa Cristina.

Servidor do Cartório Eleitoral de Três Pontas, morre em batida de frente na MG 167

0
Fotos: Equipe Positiva

 

Um servidor do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de 39 anos, morreu em um acidente no início da tarde desta sexta-feira (17), na Rodovia MG 167, entre Três Pontas e Varginha.

De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual, Luciano Botrel Carvalho seguia sentido Varginha, quando ao passar em uma curva, perdeu o controle da direção e bateu de frente com um caminhão que trafegava para Três Pontas. Luciano Botrel não resistiu aos ferimentos e morreu na hora. Já o motorista do caminhão de 33 anos não se feriu. Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e guarnições do Corpo de Bombeiros de Varginha foram ao local. Os militares tiveram que cortar a lataria para retirar o corpo que ficou preso do veículo. O motorista do caminhão contou aos policiais, que tentou evitar a batida, mas não conseguiu.

Motorista do caminhão tentou desviar da caminhonete mas não conseguiu evitar o acidente

Na pista ficaram espalhadas peças da caminhonete por todos os lados que ficou com a frente destruída. O trânsito estava fluindo em apenas uma pista e depois precisou ser fechado para o trabalho da Perícia da Polícia Civil, o que causou um enorme congestionamento.

Luciano Botrel Carvalho é natural de Varginha, mas morava em Três Pontas onde trabalhava no Cartório Eleitoral. Ele deixa esposa e três filhos. O corpo dele foi liberado para o serviço funerário e será encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).

Peças do veículo ficaram espalhadas na pista

Equipe da Delegacia de Três Pontas é homenageada

0
Três Pontas foi a única Delegacia que teve todos equipe homenageada

 

A equipe da 15ª Delegacia de Polícia Civil de Três Pontas foi homenageada durante cerimônia na tarde desta quarta-feira (15), em Varginha. A solenidade reuniu autoridades de algumas instituições que destacaram o trabalho da instituição no enfrentamento à criminalidade, desenvolvendo ações no campo preventivo e repressivo. A honraria foi entregue pelo destaque na atuação policial dos últimos 5 anos.

Da Delegacia de Três Pontas, toda a equipe de Inspetoria, como os investigadores, Gustavo Felipe Domingos Campos, Rodrigo Alexandre Silva, João Paulo de Oliveira Souza, Cássio Miari Branquinho, Sérgio Henrique Máximo, Guilherme Rodrigues Figueiredo, Thiago Portugal Souza, o escrivão Stéfany Assunção e o delegado Dr. Gustavo Gomes, foram homenageados. Nas demais delegacias da região, foram escolhidos, dois delegados, dois escrivães, dois investigadores, um médico legista e um perito. Estes, trabalharam pelo engrandecimento institucional da Polícia Civil do Estado de Minas Gerais. Presidiu a solenidade, o Delegado Chefe do 6º Departamento de Lavras, Dr. Pedro Paulo Uchoa Fonseca Marques.

O trabalho dos policiais civis, vem se destacando já há bastante, seja em prisões de destaque, em grandes operações e no trabalho preventivo, inclusive junto as escolas, instituições e a população. Os investigadores que não nasceram em Três Pontas, foram congratulados com o Título de Cidadania Honorária entregues pela Câmara Municipal e com diversas notas de elogios dos poderes Legislativo e Executivo, por causa do trabalho inclusive de apuração a crimes cometidos contra o patrimônio público.

O resultado disso é que a Delegacia foi destaque no Estado de Minas Gerais, com a votação de um Requerimento de Voto de Congratulações na Assembleia Legislativa, em 12 de maio deste ano, proposto pelo deputado estadual Luiz Tadeu Martins Leite (MDB), em decorrência da 3ª fase da Operação Faroeste deflagrada em 9 de fevereiro de 2021, em Três Pontas.

A homenagem entregue na futura sede da Delegacia de Varginha e contou com a presença da Delegada Regional de Varginha Dra. Renata Fernanda Gonçalves de Rezende e do promotor coordenador do Gaeco Varginha Dr. Igor Serrano.

O Delegado Chefe do Sexto Departamento de Lavras Dr. Pedro Paulo e o delegado de Três Pontas Dr. Gustavo Gomes. 
O Chefe de cartório do Departamento Flávio José de Jesus Lima com o escrivão Sthefany Assunção. Fotos: Divulgação PCMG TP

Jovem de 18 anos é preso, traficando no bairro São Judas

0

 

Uma denúncia colaborou para a prisão de um jovem de 18 anos e a apreensão de uma quantidade de drogas, na última segunda-feira (13), no bairro São Judas Tadeu, em Três Pontas.

De acordo com a Polícia Militar, a denúncia informava que havia um suspeito traficando drogas na praça do bairro. As equipes policiais deslocaram para o local, onde abordou o rapaz. Ele estava com R$20 em dinheiro e durante buscas próximo dele foi encontrado quatro pinos de cocaína. O jovem mostrou onde havia escondido outra quantidade da mesma droga, sendo localizado 21 pinos e uma sacola contendo vários outros vazios.

O jovem foi preso, conduzido ao Quartel da PM e depois para a Delegacia de Polícia Civil da cidade.

Cães e gatos vão ser vacinados neste sábado, na Praça São Cristóvão, Sesi e Caic

0

 

O atraso no recebimento das doses da vacina contra a raiva pela Superintendência Regional de Saúde, para cães e gatos, fez com que a imunização fosse adiada do último domingo (12), para este próximo sábado, dia 18 de setembro.

Os agentes de saúde, irão vacinar neste sábado, na Praça São Cristóvão, no bairro Aristides Vieira, no Caic e no Sesi, no horário de costume, entre 9:00 e 15:00 horas.

Os tutores são convocados a levarem seus animaizinhos nos pontos de vacinação. A dose previne a saúde humana e os animais acabam ganhando com isto. A doença é 100% letal e oferece risco máximo, podendo ser reintroduzida a qualquer momento.

Pandemia atrasou a assistência à saúde no Sul de Minas

0

 

*Levantamento feito pela Unifal, mostra uma redução de 47% nos procedimentos hospitalares

A alta e permanente demanda por atenção hospitalar à Covid-19 durante a pandemia, afetou profundamente a assistência hospitalar para outras doenças em todo o país. No Sul de Minas, de acordo com dados divulgação pela Universidade Federal de Alfenas (Unifal), comparando o ano de 2019, pré pandemia, e o primeiro ano da pandemia em 2020, houve uma redução de 47% nos procedimentos hospitalares eletivos que demandam internação. Foram feitos 1.186 procedimentos hospitalares eletivos a menos por mês, destes, 95% foram procedimentos cirúrgicos, uma redução de 49% ou 1.128 cirurgias eletivas a menos por mês em 2020.

De 2019 a 2020, houve ainda a redução de 61% nos procedimentos diagnósticos e de 21% nos procedimentos clínicos. Situação pior tem sido vivida até agora em 2021. Comparando a média mensal de janeiro a julho deste ano, com a média mensal de 2019, houve uma redução de 61% nos procedimentos eletivos (1.540 a menos por mês), de 73% nos procedimentos diagnósticos e de 1% nos procedimentos clínicos.

De toda a redução em procedimentos eletivos em 2021, 99% são de procedimentos cirúrgicos. Este ano, foram realizados mensalmente 1.527 cirurgias eletivas a menos do que em 2019.

Em transplantes de órgãos, tecidos e células ocorreram por mês 10 procedimentos a menos em 2020 e 5 procedimentos a menos em 2021, em comparação com 2019. Situação semelhante se apresenta em Minas Gerais, indicando o impacto negativo da pandemia na assistência à saúde de rotina e predispondo a população ao agravamento de situações tratáveis e aumentando o risco de óbitos. Este aspecto sem dúvida contribuirá para o excesso de mortalidade de curto e médio prazo.

Impacto da vacinação na mortalidade contra a Covid-19

O boletim epidemiológico desta semana da Unifal, mostra dados sobre o impacto positivo da vacinação na redução de mortalidade por Covid-19 no Sul de Minas Gerais. Neste número, os mesmos indicadores foram considerados para avaliar esse impacto no Estado. Em janeiro a vacinação ainda não havia começado e o risco de morte por Covid-19 de uma pessoa idosa (60 anos ou mais) era 137 vezes maior do que entre os de 20 a 29 e 47 vezes maior em relação aos de 30 a 39 anos (faixa etária com a maior proporção de casos identificados).

Esses números para o Sul de Minas foram, respectivamente, 110 e 43. Se considerarmos os mais idosos, com 80 anos ou mais, as pessoas nessa faixa etária, em janeiro, tinham um risco de morte pela doença 369 vezes maior que o daqueles de 20 a 29 anos e 127 vezes maior em relação aos de 30 a 39. Esses números para o Sul de Minas foram, respectivamente, 311 e 122 .

No entanto, em agosto deste ano, quando a população idosa já estava completamente vacinada, esses números mudaram significativamente para melhor. Os idosos passaram a ter um risco de morte, por Covid, 46 e 12 vezes maior, respectivamente do aquele das faixas etárias de 20 a 29 e 30 a 39 anos. Esses números para a região Sul foram 25 e 17.

O avanço foi possível somente pelo efeito da vacinação. De janeiro a agosto de 2021, por exemplo, a redução desse risco foi maior entre os mais idosos (80 anos ou mais) comparando com as duas faixas etárias de mais jovens utilizadas. Em relação aos de 20 a 29 anos o risco de morte dos de 80 anos ou mais diminuiu 69% e 76% em relação ao que era em relação aos de 30 a 39 anos. Ainda assim, hoje, de modo geral, o risco de morte por Covid-19 da população idosa em Minas Gerais chega a ser dezenas de vezes maior do que aquele da população de 20 a 39. No Estado hoje, por exemplo, uma pessoa com 80 anos ou mais tem um risco de morrer pela doença 114 vezes maior do que aquele dos jovens entre 20 a 29 anos e 40 vezes maior do que o dos de 30 a 39 anos. Assim, ao mesmo tempo em que é preciso valorizar a vacinação, acelerá-la e ampliá-la, é preciso realizar a dose de reforço entre os mais vulneráveis, que são os idosos, imunocomprometidos e pessoas com doenças crônicas.

Sem a dose de reforço e a diminuição da proteção vacinal com o tempo, especialmente entre os idosos, esse risco de morte pode aumentar. Claro que para morrer da doença é preciso ser infectado e o aumento da circulação da variante Delta poderá aumentar esse risco. Portanto, é essencial avançar com a vacinação e não relaxar as medidas de proteção de modo precipitado, principalmente o uso correto das máscaras.

A situação da pandemia na região

Assim como em Minas Gerais, a média diária de novos casos na semana no Sul de Minas registrou queda. A região apresentou tendência de queda em novos casos, mas as regionais de Alfenas e Varginha foram de queda para estabilidade. Em termos de novas internações, a mesma observação feita para Minas Gerais vale para o Sul de Minas. É necessário, segundo o professor de Epidemiologia e coordenador da pesquisa Sinézio Inácio da Silva Júnior, aguardar os próximos dias para uma melhor conclusão sobre a tendência, dado que ajuste de correção de números foram feitos, gerando número negativo de internações (caso da regional de Pouso Alegre). A tendência de novos óbitos continuou em queda na região. Mas, apenas a regional de Pouso Alegre compartilhou essa tendência. As regionais de Passos e Varginha oscilaram para estabilidade e a de Alfenas foi de queda para crescimento. A semana começou mantendo uma média diária de 8 óbitos.

Nos municípios mais populosos

A semana se iniciou com predominância da tendência de queda em novos casos entre os dez 10 municípios mais populosos. Apenas Lavras oscilou de queda para crescimento e Três Corações que apresentou estabilidade. Em novas internações, a maioria não apresentou queda na tendência. Com diminuição estão os municípios de Pouso Alegre, Varginha, Lavras e Três Corações. Com crescimento Poços de Caldas e Alfenas e estabilidade em Passos, Itajubá, São Sebastião do Paraíso e Três Pontas. Em tendência de novos óbitos, apenas Três Pontas oscilou de queda para crescimento, com os demais em queda ou estabilidade.

Drogarias FarMelhor, uma rede que nasceu da experiência de quem cuida da saúde de pessoas

0

 

A rede foi criada em 2011, por profissionais com experiência em drogarias, com a missão de levar saúde e bem-estar à população, em um ambiente acolhedor, com atendimento profissional e preço baixo. Atualmente a Rede se encontra em todo território nacional e com mais de 390 unidades presentes em 230 municípios.

A Rede FarMelhor inaugurará sua Filial na cidade de Três Pontas, nesta sexta-feira, dia 17 de setembro, a partir das 13h, com muitas ações, como vale compra de R$10 para os 50 primeiros clientes*, sorteios de brindes, estoura balão e contaremos com a presença do apresentador da TV Alterosa, Ademir Santos. A FarMelhor chega para trazer competitividade em preços e também em variedade de marcas e produtos, com mais de 15 mil itens.

“Tendo em vista a expansão da região da saída dos distritos do Quilombo Nossa Senhora do Rosário e Pontalete e devido a carência de uma drogaria de referência, trouxemos para Três Pontas a Rede FarMelhor que conta com ampla estrutura, oferecendo os melhores produtos, com os melhores preços e o melhor atendimento”, disse a gestora farmacêutica Bruna Brito Silva.

Na FarMelhor você também encontrará o programa de Fidelidade BemMelhor, onde o cliente cadastrado obterá os melhores descontos em suas compras. Também conta com um cartão de crédito próprio, com limite pré aprovado* para o que seu cliente cuide de sua saúde a qualquer hora.

Programas de descontos em medicamentos

Para o cliente realizar o tratamento com medicamentos de alto custo ou de uso contínuo, a FarMelhor possui parcerias com diversos Programas de Benefícios em Medicamentos (PBM´s). As parcerias garantem grandes descontos, possibilitando que o paciente realize a compra do medicamento e continuidade do tratamento. Conheça as condições em nossas lojas.

A Rede de Drogarias FarMelhor está localizada na Avenida Barão da Boa Esperança, 1.418 e funcionará de segunda à sexta-feira de 8:00 da manhã às 20 horas, aos sábados das 8:00 às 12:00 e aos domingos quando for o plantão.

Oposição e situação debatem sobre situação das praças e do trânsito

0

 

A situação das praças da cidade e do trânsito, vem sendo assunto recorrente durante as sessões ordinárias da Câmara Municipal e não foi diferente na noite desta segunda-feira (13). Com uma pauta enxuta, com apenas três projetos, sendo um único do Poder Executivo, as atenções foram no Pequeno Expediente. Oposição e situação debateram a questão da falta de manutenção das praças, principalmente da região central, onde mesmo durante a pandemia da Covid-19 vai receber visitantes por causa das comemorações do 116º Aniversário de Morte do Beato Padre Victor e do caos que o trânsito se tornou, reclamou a oposição. A situação se defende, alegando que a gestão precisa se atentar a grandes projetos e que o Município nunca viu tanta coisa sendo feita.

O vereador Luciano Diniz representou o ex vereador José Henrique Portugal, o homenageado Francisco Neto e o advogado Dr. Evanilson Tadeu de Camargo Faustino

Antes de abrir espaço à fala dos parlamentares, a Câmara Municipal entregou um Título de Cidadania Honorária Trespontana à Francisco Maia Neto, que é natural de Belo Horizonte e foi homenageado em 2011, pelo ex vereador José Henrique Portugal (MDB), mas só agora ele pode receber a honraria. Neste intervalo de 10 anos, nunca deixou de colocar em seu currículo a cidadania aprovada pela Casa e ao receber a placa que a materializa, ele diz que continua a disposição de Três Pontas.

PEQUENO EXPEDIENTE

Luciano Reis Diniz (PV) – Destacou inicialmente o pesar pelo falecimento do cafeicultor e ex-presidente da Cocatrel, Unicoop e Conselho Nacional do Café (CNC), Gilson Ximenes de Abreu, que foi um grande defensor da cafeicultura, principalmente no momento de crise que o setor viveu. Empresário de sucesso e batalhador pela cidade, são outros adjetivos atribuídos a Ximenes pelo vereador, filho de João Vicente Diniz e que juntos defenderam muito a cafeicultura. Luciano também não deixou de voltar a falar do trânsito. A partir do momento em que abordou o assunto tem sido muito questionado sobre a necessidade de melhorias. Na última semana, as reclamações é sobre a falta de vaga para estacionar. Quem vai fazer algum serviço na área central, precisa ou ir a pé, ou pedir que alguém o leve, pois encontrar uma vaga disponível não é fácil. Ele cobrou a volta da Zona Azul, como tem em toda cidade. Sobre quais providências estão sendo tomadas para amenizar este problema de trânsito, Luciano enviou ofício já fazem mais de 15 dias e até hoje não recebeu resposta nenhuma. A solicitação dele para viabilizar estacionamento para motocicleta na Avenida Ipiranga, já fazem seis meses e até hoje não saiu do pedido. Enquanto isto, passar em vários locais em horário de pico é uma tortura.

Paulo Vitor da Silva (PP) – também fez cobranças. Moradores da Avenida Juscelino Kubitschek tem reclamado de um mal cheiro enorme vindo do córrego que corta as duas vias do bairro Alcides Mesquita. Paulinho voltou a falar da má qualidade das calçadas nas avenidas Maria Conceição Queiroz Marinho e Barão da Boa Esperança, que estão parecendo muito antes do habitual. O problema é que elas não tem um ano e já apresentam defeitos demais, nítidos a qualquer olho que não seja técnico da área para entender. O progressista, quer saber qual foi o engenheiro que recebeu as obras e as empresas que executaram o trabalho.

Já no Grande Expediente, Paulinho alfinetou que é preciso tomar decisões importantes e corajosas, recebendo aplausos ou críticas da população e enfrentar os desafios. Falou isto, para acrescentar que os vereadores terão uma grande surpresa ao receberem a notícia de uma apuração feita pela iniciativa popular, o que deveria ser feita pela Câmara. Pelo que Paulinho disse, a iniciativa privada fez um trabalho de fiscalização e detectou algo em alguma obra e segundo o vereador, o setor público precisa primar pela qualidade das obras. Ainda mais com tantos recursos que foram liberados, que desde que iniciou a vida pública, em 2001, Paulinho diz nunca ter visto, tanto dinheiro assim sendo destinado aos municípios. Porém, em contrapartida, a cidade está prestes a comemorar o aniversário de morte do Beato Padre Victor com suas praças em situação de abandono.

Ainda sobre o trânsito, Sérgio Eugênio Silva (Cidadania) – voltou a falar da situação das ruas Santana e Marques de Abrantes, onde o número de veículos para subida e descida está complicado justamente por causa da quantidade de veículos na cidade.

Luan Donizeti Elias (Luan do Quilombo – PDT) – recebeu várias ligações de moradores e usuários do Pontalete pedindo melhoria dos quiosques e da orla, no local que é bastante visitado principalmente por turistas.

O vice presidente da Câmara Antônio Carlos de Lima (Antônio do Lázaro – PSD), anunciou o início da obra de construção do Velório Municipal, sonho antigo dos moradores que está se realizando juntamente com o colega Coelho do Bar.

Já o vereador Geraldo José Prado (Coelho – PSD), comentou que participou da visita do garotinho Felipe a sede da 151ª Companhia de Polícia Militar. O menino tem o sonho de ser policial e realizou o desejo de ver como é que funciona os trabalhos, andou de viatura, fez o despacho de uma viatura pelo rádio da PM e vestido a caráter. A família foi muito bem recebida e ele parabeniza o trabalho desempenhado pela Corporação, em prol da segurança.

Ele comentou que o deputado federal Diego Andrade (PSD-MG), fez contato com ele respondendo a um pedido dele, sobre a demanda de recursos para acabar com as filas de cirurgias na cidade. O parlamentar prometeu conseguir verba para atender a todos e acabar com as filas de vários procedimentos cirúrgicos. Sobre a construção do Velório no Pontalete, Coelho lembrou que são R$150 mil de emenda do deputado estadual Mário Henrique “Caixa” (PV) e mais as emendas impositivas dele e de Antônio do Lázaro.

Rebatendo sobre o trânsito, Coelho saiu em defesa da Administração, dizendo que a cidade cresceu e o número de carros circulando mais ainda. Hoje, todas as pessoas vão trabalhar de carro e o problema não se resolve da noite para o dia. Por isso, cutucou a oposição, afirmando que não adianta ficar batendo na mesma tecla, “fazendo tempestade no copo d’água”, pois isso não se resolve da noite para o dia. Sobre a Zona Azul havia a cobrança e as pessoas não pagavam e como o serviço estava dando prejuízos para a Apae, a instituição teve que parar.  fazer tempestade no copo d’água. Ao ouvir comentários vindos do vereador Sérgio, da mudança de postura dele, Coelho e Sérgio bateram boca. Coelho pediu respeito e Sérgio também, acrescentando que não dá para entender o colega, uma semana bate e na outra rasga elogios e defende a gestão. No Grande Expediente, voltou a dizer que as autoridades deveriam estar unidas trabalhando pela cidade e não com dor de cotovelo. Ele defende a Administração mesmo, porque nunca viu um prefeito como Marcelo Chaves trabalhando tanto. Coelho diz que se preocupa com ‘coisas’ grandes, pois as pessoas não vivem de praça e nem de trânsito, que são coisas do dia a dia e problemas que todas cidades enfrentam.

Roberto Donizetti Cardoso (Democratas) também voltou a falar dos animais soltos nas ruas. Como se não bastasse o risco de acidentes, eles estão atacando os garis. Falta atitude da Prefeitura, pois existe lei sancionada, cobrança e o que resta é a cobrança da Câmara, para montagem da estrutura para fazer o recolhimento dos animais.

O presidente da Câmara Maycon Douglas Machado (PDT), desejou conforto à família de Gilson Ximenes que faleceu mas tanto representou à cidade. Em seguida, fez uma lista de reivindicações feitas à ele pela população. Começou pela cobrança da melhoria da iluminação da Rua José Garcia Filho, no bairro Antônio de Brito. Moradores fizeram protocolo na Prefeitura, o pedido na Ouvidoria Municipal e o risco está muito grande. Maycon que também é tutor no curso de Administração do Pólo IF Sul de Minas em Três Pontas, divulgou que ainda estão abertas as inscrições para vários cursos a distância, no pólo de apoio presencial do Instituto Federal, que fica na antiga Escola Solange Mendonça Reis. O único requisito é ser mulher, ter noção de informática e estar inclusa no Cadastro Único da Secretaria de Assistência. É oportunidade das mulheres ter um emprego melhor, melhorando sua condição e sua qualidade de vida. Ele aproveitou para agradecer o apoio da Secretaria de Educação e do trabalho desenvolvido pela coordenação do Polo, que também está precisando de melhorias com a compra de novos equipamentos, mais modernos. O presidente concluiu sua fala destacando dois eventos de ciclismo realizados no fim de semana e que tiveram a participação de muitas pessoas – o Pedal Travessia e o Passeio Ciclístico na Avenida do Foguetinho.

Maria Selena Silva (PSD) – Elogiou o serviço de castração que está sendo feito no Município, como sendo fundamental para o controle da natalidade dos animais.

Luiz Flávio Floriano (PDT) – Pediu que ruas dos bairros Aristides Vieira e Antônio de Brito sejam recapeadas.

Nomes de ruas e mais dinheiro para diária

Na pauta haviam apenas dois projetos do Poder Legislativo, dando nomes a duas vias da cidade no loteamento Cidade Nova. A homenagem é para pai e filho – Domingos Pimenta da Silva e José Pimenta da Silva Filho, assinadas pelo vereador Sérgio Silva. As vias são paralelas e o autor destacou a importância que os homenageados tiveram para a cidade. Ambos foram aprovados.

Foi incluso na pauta, o projeto que abre crédito adicional suplementar, retirando da compra de materiais o valor de R$8 mil e destinando para o pagamento de diárias para atender as necessidades da Secretaria Municipal de Cultura, Lazer e Turismo. O vereador Paulo Vitor não falou que o projeto é ilegal, mas criticou que falta critério da Administração pelo que é e não é urgente e a falta de planejamento é recorde, opinou. Para Coelho, ele vota tranquilo, mesmo não tendo passado pelas Comissões, pois a Assessoria Jurídica deu parecer favorável. O projeto também foi aprovado por unanimidade.

Conta de luz fica ainda mais cara em Minas com cobrança de imposto sobre bandeira

0

 

*Em meio a crise hídrica, Aneel estipulou bandeira vermelha 2 com cobrança de taxa a cada 100 quilowatts

A tarifa extra cobrada na conta de energia não é o único valor a mais que aperta o bolso dos consumidores. Um estudo feito pela Itatiaia mostra que o ICMS, imposto estadual sobre mercadorias e serviços, torna esse valor extra ainda maior.

No exemplo real analisado pela Itatiaia, o consumo de um apartamento residencial foi de 124 quilowatts no mês de agosto, quando a tarifa extra estabelecida pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) era de R$ 9,49 centavos a cada 100 quilowatts consumidos. Mas a cobrança extra, que aparece na conta, foi de R$ 17,55.

Para entender os números, a reportagem conversou com o professor de Direito Tributário da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Paulo Coimbra. Ele explica que Minas cobra o maior imposto sobre energia entre todos os estados do Brasil, e que o ICMS também incide sobre o aumento de valores da nova bandeira tarifária:

“Minas Gerais, para consumo residencial, tem a alíquota de ICMS mais cara da federação. Uma alíquota de 30% altíssima que incide sobre um bem essencial, que não deveriam ter alíquotas elevadas. A alíquota média do ICMS é de 18%. Aqui em Minas Gerais é motivo de vergonha para os mineiros”, diz.

“Quando há esse sobrepreço na tarifa da energia, acaba havendo efeito em cascata porque Minas Gerais faz incidir também o imposto sobre essas bandeiras emergenciais”, explica.

Para solucionar o problema, o professor indica que a população proteste. “Pressione seus representantes, parlamentares, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), para ser apresentado um projeto de lei propondo a redução da alíquota da energia elétrica, primeiro para residências de baixo consumo, como em outros estados, e, além disso, pode determinar por lei a não incidência do ICMS sobre a chamada esse encargo emergencial que tanto encarece o custo da energia”, completou.

Vale lembrar que está em vigor, até o início do ano que vem, a bandeira vermelha chamada de “Escassez Hídrica”, terceiro patamar de cobrança extra na conta de energia elétrica. Para cada 100 quilowatts consumidos, o acréscimo é de R$ 14,20 centavos.

Em nota, a Cemig informou que mantém no site da empresa um detalhamento das tarifas cobradas com a aplicação das bandeiras tarifárias, discriminadas por tipo de consumidor. As informações também estão na conta de luz. Ainda segundo a Cemig, 28,2% dos valores cobrados pela empresa são usados para pagar tributos dos governos federal e estadual. (Fonte: Rádio Itatiaia)

ACAI-TP oferece consultas grátis ao SCPC no Dia do Cliente

0

 

O Dia do Cliente é mais uma oportunidade de reforçarmos os laços e demonstrar o quanto você é importante para nós. E foi pensando nisso que amanhã, no Dia do Cliente, 15 de setembro, as consultas ao SCPC serão GRATUITAS para todos os associados! Aproveite nossa promoção, VENHA PARA A ACAITP – há 85 anos com você!