Três Pontas realiza o Dia D de combate a Covid-19

0
Foto: Equipe Positiva

 

Objetivo foi conscientizar pessoas à necessidade do uso de máscaras

Três Pontas comemorou nesta segunda-feira (1º), o Dia D de combate ao novo Coronavírus. A data marcou uma série de ações educativas e de prevenção pela cidade. Servidores da Secretaria Municipal de Saúde, de várias áreas da Prefeitura e do projeto “Laranjinhas”, se espalharam pelo município desde o início do dia. O foco da data foi conscientizar as pessoas para o uso de máscara. Usar o protetor no rosto para evitar o contágio do Covid-19 já é tão comum como colocar uma roupa e um calçado para grande parte das pessoas. Com o tempo, as pessoas estão relaxando e não há motivos para isto.

A primeira ação foi levar orientações para trabalhadores safristas, que estão atuando na colheita do café. Ônibus e veículos que fazem o transporte dos apanhadores foram parados em blitz’s realizadas na saída das estradas vicinais. Fiscais da Vigilância Sanitária, com apoio dos “laranjinhas” abordaram quem estava sem máscara. Estes receberam o acessório de graça e ouviram também medidas que devem ser adotadas lá na lavoura do café. O Coronacar, um carro personalizado estilo virus, percorreu as ruas o dia todo, com publicidades de prevenção chamou a atenção.

Na Praça Cônego Victor, profissionais da saúde também abordaram moradores em uma tenda em frente a Matriz D’Ajuda durante a manhã, levando orientações básicas. Quem estava sem máscara, foi abordado e explicado a importância desta barreira de proteção. A secretária de Saúde Teresa Cristina Rabelo Corrêa foi pessoalmente falar com motoboys que estavam aglomerados em frente a Herma do Padre Victor e alertou que a máscara é importante para a segurança deles e de seus clientes. Nos bancos, balões vermelhos e um aviso alertavam que o momento não é para ficar assentados lá, porque correm risco, pois o vírus está em todos os lugares.

Grupo fez intervenção chamando a atenção de quem não estava de máscara. Foto: PMTP

No início da tarde, abordagens feitas na praça e em estabelecimentos comerciais chamaram a atenção das pessoas. O diretor do Artimanha Glauber Reis que está acostumado com sua turma de jovens, teve o desafio de treinar “laranjinhas” para fazerem encenações e chamar a atenção de quem estava sem máscara. Muita gente foi abordada e dava as mais variadas desculpas para estar sem ela no rosto. Estas pessoas eram aplaudidas por um demônio por não usarem a máscara, mas como a gente sempre tem um anjo, ele aparecia e dava de presente o ítem que se tornou indispensável nos atuais tempos de pandemia. As intervenções eram rápidas e cheias de humor e a cobrança acabou sendo de forma um puxão de orelha.

Durante todo o dia, fiscais da Vigilância Sanitária se dividiram para intensificar a fiscalização às normas exigidas para o funcionamento do comércio. Cerca de 60 estabelecimentos foram visitados, na região central e nos bairros. Na Avenida Ipiranga onde haviam denúncias de irregularidades os servidores também foram verificar a situação.

A ideia de criar o Dia D, foi para mostrar que a máscara precisa ser usada constantemente, ininterruptamente quando sairem de casa, não apenas para ser atendido no comércio. A adesão à proteção está baixa e não se pode correr o risco de perder o funcionamento dos estabelecimentos comerciais, justamente neste período em que o dinheiro da collheita do café, começa a ser investido nas lojas. A máscara pode ser de pano, de fabricação caseria e funciona como uma barreira mecânica, mas, as outras medidas de prevenção continuam e não podem ser esquecidas: lavar as mãos com água e sabão ou álcool em gel, evitar aglomeração, manter o distanciamento social e deixar idosos, crianças e pessoas do grupo de risco em casa.

Apesar de não haver nenhum caso confirmado de Coronavírus internado no Hospital São Francisco de Assis, a lotação da está no máximo. Estão internados idosos com outras patologias e doenças comuns de inverno, ccomo pneumonia, infarto, derrame, crianças como problemas de bronquite, asma, entre outras.

Teresa entende a necessidade das pessoas todo início de mês sairem para fazer compras e pagar suas contas, mas reintera, que apenas uma pessoa deve sair, para que a pandemia não cause estragos em Três Pontas, nos meses de junho, julho e agosto. “Nós estamos na ameaça silenciosa. Estamos certos que o Coronavírus está controlado e isso não existe, ninguém controla um vírus. Vamos usar a máscara, evitar a transmissão porque o vírus está em Três Pontas e nós não o vemos”, reinterou a secretária.

A Secretaria Municipal de Saúde destinou uma médica para fazer o atendimento dos pacientes sintomáticos e assintomáticos do Covid-19. A doutora Priscila Schiavon, contou que vai trabalhar inicialmente com os casos confirmados, fazendo acompanhamento diário, acompanhando os sintomas e as queixas dos pacientes e verificar a necessidade de encaminhamento para a realização de algum exame, atendimento no Pronto Atendimento Municipal (PAM) ou uma possível internação. Quando o caso de Covid-19 for confimado, ela será comunicada e fará um acompanhamento por 14 dias, via telefone, diariamente. Após este período, atendendo aos critérios médicos, os pacientes terão alta e poderão retornar às suas atividades. Com poucos casos e algumas altas, doutora Priscila espera que a situação não mude e isto depende muito da população, que pode contar com a equipe para dar apoio.

Ela alerta para os casos de alguns pacientes que são assintomáticos que podem estar infectados, mas não tem sintomas e por isto não sabem se possuem o vírus. Como não estão sendo feitos muitos testes, não tem como saber. Por isto, doutora Priscila reforça a necessidade do uso da máscara e do isolamento, que se tornam ainda mais necessários. Afinal de contas não tem ainda vacina, nem tratamento para a doença.

Três Pontas registra o 20º caso de Coronavírus

0

 

A Prefeitura de Três Pontas confirmou nesta segunda-feira (1º) mais um caso de Covid-19. A cidade agora contabiliza 20 contaminações, sendo uma morte pelo novo Coronavírus. O diagnóstico foi dado após exame em um homem de 54 anos, que está em isolamento domiciliar.

Do total de infecções, a Prefeitura informou através do boletim epidemiológico que são 12 homens e 8 mulheres, sendo dois entre 10 e 19 anos, entre 20 a 39 anos são quatro infectados, na faixa etária de 40 a 59 anos tem 11 e 3 maiores de 60 anos de idade.

O número de pacientes curados da doença já são 17 e três pessoas aguardam resultados de exames. Foram feitas coletas em 135 pacientes, sendo que 88 foram descartados pela rede municipal e 24 pela rede privada. Os casos suspeitos com sintomas gripais são 395.

PM prende rapaz de 27 anos, suspeito de ser um dos principais traficantes da cidade

0

 

Um rapaz de 27 anos foi preso, na noite deste domingo (31), suspeito de tráfico de drogas, no bairro Jardim Boa Vista em Três Pontas.

A Polícia Militar foi verificar diversas denúncias, de que um rapaz da Rua Adolfo de Paula Pereira, seria um dos principais traficantes de cocaína da cidade de Três Pontas, que ele utilizaria sua residência para vender as drogas e uma casa em construção para armazenar as maiores quantidades, pesar e embalar os entorpecentes.

A equipe de moto patrulha passou a monitorar a residência e percebeu quando um veículo conduzido por um rapaz, estacionou em frente a casa e o suspeito entrou no carro e entregou algo ao motorista, que saiu em seguida. Uma guarnição abordou o veículo e encontrou uma porção de cocaína. O rapaz confessou que tinha acabado de comprar do alvo das denúncias.

Os policiais militares foram até a casa do suspeito que foi preso e encontraram dois pinos de cocaína, dois papelotes da mesma droga e duas buchas de maconha, além de R$1.580,00 e um aparelho celular.

Ao ser questionado sobre a existência de uma casa em construção, ele levou os militares até o imóvel que fica a poucos metros de lá, e durante as buscas foram encontrados diversos materiais utilizados para embalar drogas, uma balança de precisão. No local havia muito entulho e mato, o que dificulta a localização de drogas.

Os dois suspeitos foram presos e encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de plantão em Varginha.

Jovem de 19 anos esfaqueia rapaz no bairro Jardim Boa Vista

0

 

Uma jovem de 19 anos esfaqueou um rapaz de 45 anos na noite deste domingo (31), no bairro Jardim Boa Vista, em Três Pontas.

A Polícia Militar recebeu ligações informando que estava ocorrendo uma briga entre um casal e que a mulher havia desferido três facadas no homem. Os golpes atingiram o ombro esquerdo e a mão esquerda.

Quando a guarnição chegou o rapaz estava sendo atendido pelo SAMU. Ele passou as características dela e ela foi presa pela polícia e conduzida para o Quartel. A jovem contou que eles se desentenderam depois que ambos consumiram juntos bebida alcoólica. Ela foi liberada depois de assinar o compromisso de comparecer em Audiência do Juizado Especial. O rapaz foi atendido no Pronto Atendimento Municipal (PAM) e liberado em seguida.

Viveirista é preso suspeito de tráfico de drogas no Santa Edwirges

0

 

Um viveirista de 27 anos foi preso durante a tarde deste domingo (31), suspeito de tráfico de drogas, no bairro Santa Edwirges em Três Pontas.

Atendendo a denúncia feita à Polícia Militar que relatava o tráfico de drogas na Rua São Paulo, uma guarnição abordou o suspeito na porta de sua residência, que ao notar a presença da PM ficou nervoso. Ele estava com um aparelho celular que tinha queixa de furto, mas disse que tinha comprado de uma amiga, mas que não sabia nem mesmo seu nome.

A namorada do viveirista autorizou buscas dentro da casa e dentro de um criado, no meio das peças de roupas, foram encontrados 9 papelotes de maconha. Em uma casa que está sem moradores em frente a residência dele, havia no quintal uma sacola que estava enterrada com 57 buchas de maconha.

A droga foi apreendida, o suspeito foi preso e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de plantão de Varginha, onde foi ratificada a prisão do suspeito.

Mais um preso beneficiado pela justiça, é preso suspeito de tráfico no Centro

0

 

Um rapaz de 25 anos, detento do regime domiciliar, foi preso na noite deste sábado (30), com drogas suspeito de tráfico, no Centro de Três Pontas.

De acordo com a Polícia Militar, durante patrulhamento pela Rua Minas Gerais uma guarnição viu quando o suspeito entrou correndo em um corredor que dá acesso a diversas casas. Os policiais foram atrás dele e o alcançou nos fundos do terreno.

Ele revelou aos policiais que fugiu, porque estava assentado na porta de casa usando drogas e por ser preso em regime de prisão domiciliar, teve medo que isto pudesse lhe prejudicar. O rapaz contou também que comprou a droga para usar durante o fim de semana, porém, há denúncias de que ele estaria traficando no local.

Ao fazerem buscas no imóvel onde ele mora, foram encontrados 6 papelotes de cocaína mais uma pedra, 1 bucha de maconha, duas pedras de crack e R$596 em dinheiro. Toda droga foi apreendida. Ele foi preso em flagrante e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de plantão de Varginha.

PM prende jovem traficando em matagal do Jardim Greenville

0

 

Um jovem de 18 anos foi preso com droga na noite deste sábado (30), no bairro Jardim Greenville, em Três Pontas.

A Polícia Militar recebeu informações de que o rapaz estaria traficando drogas no meio de um matagal no fundo do bairro e a equipe de moto patrulha foi até o bairro e passou a monitorar o local. Os policiais perceberam uma movimentação e que por várias vezes o suspeito saia do matagal e entregava droga para usuários que estavam na rua.

Depois de acionar apoio, uma guarnição chegou e deparou com o jovem na Rua Onofra Moreno Andrade, saindo do matagal. Ao perceber a presença da PM, ele saiu correndo e jogou a droga no meio do mato. Ele foi perseguido e preso.

Ao fazerem buscas no matagal, foram encontradas 6 buchas de maconha, que ele confessou que seria entregue para um usuário de drogas que iria no local pegá-la. Ele estava com R$59 em dinheiro e um aparelho celular que foram apreendidos.

Ele foi preso e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de plantão de Varginha.

Policia Civil prende rapaz que mandava ‘nudes’ para mulheres e as ameaçava

0
O suspeito foi preso e levado para a Delegacia de Polícia Civil

 

A Polícia Civil prendeu durante a Operação “Exibicionismo”, um homem de 42 anos no fim da tarde desta sexta-feira (29), no bairro Catumbi em Três Pontas. Ele é acusado de importunar e ameaçar mulheres através de mensagens e ligações telefônicas.

A polícia cumpriu um mandado de busca e apreensão na casa do suspeito, que fica na Rua Barão da Boa Esperança, depois que pelo menos quatro mulheres denunciaram que o homem, enviava mensagens através por whatsapp querendo manter relações sexuais com elas e diante da recusa, ele as ameaçava, descobria o endereço delas, inclusive de menores de idade e as perseguia na rua. A Polícia Civil suspeita que outras mulheres tenham sido vítima do rapaz, mas que não quiseram denunciar o caso. Desde então, o caso está sendo investigado e usando técnicas de investigação da Polícia Civil o suspeito foi identificado.

Vítimas eram ameaçadas e recebia imagens do acusado

Em 2015, uma mulher era importunada e registrou na polícia, que trabalhava em uma farmácia no Centro, quando um homem foi ao estabelecimento dizendo porque ela havia mudado o caminho que fazia para ir trabalhar. Isto teria acontecido porque a bicicleta que utilizada para ir trabalhar havia furado o pneu e como estava indo a pé, fazia outro trajeto. O homem a procurou uma semana depois. Em 2018, as importunações voltaram a ocorrer. Ele encaminhava à ela foto do seu órgão genital. Quando ela bloqueava, ele mandava mensagens de outros números e a ligava. Ele se passava por cliente dela, que era manicure.

No mês passado, ela voltou a ficar na mira do acusado. Ele a ligou dizendo que a observava todos os dias. Em uma das ligações de vídeo, o rapaz dizia que a conhecia e estava se masturbando.

Uma menor de idade, procurou a Delegacia acompanhada de um advogado, em fevereiro do ano passado, e relatou que passou a receber ligações de um número em que um rapaz dizia que se ela não ficasse com ele, iria se arrepender e que iria a seguir na rua. No momento que estavafalando o acusado dissse que estava se masturbando. Ele também tentou fazer chamadas de vídeos e diante da recusa, falava do seu ex-namorado e enviava fotos obscenas de seu órgão genital.

Em maio do ano passado, outra jovem denunciou à polícia que um homem desconhecido mandou uma mensagem dando detalhes de como seria a relação sexual entre os dois e mandou uma foto íntima dele. A vítima respondeu, dizendo que iria na Delegacia. Dois dias depois, ele a ligou dizendo que a conhecia, que iria a pegar a rua e ameaçou estuprá-la.

Acusado trocava de número quando era bloqueado

Durante as investigações, a Polícia Civil concluiu que o perfil das vítimas são mulheres aparentemente menores de idade e até 20 anos. O investigado fazia ligações telefônicas e de vídeo. Quando as vítimas bloqueavam o rapaz, ele adquiria outros números para continuar a importuná-las. Os investigadores conseguiram identificar o acusado e seu endereço e a Polícia Civil solicitou à justiça um mandado de busca e apreensão, cumprido nesta sexta-feira.

O aparelho celular foi apreendido

No aparelho celular dele, foram encontrados vídeos e fotos eróticas de pessoas aparentando serem menores de idade. O celular será encaminhado a Perícia técnica, a fim de recuperar algum material que possivelmente tenha sido deletado.

Ele recebeu voz de prisão e foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Três Pontas. A suspeita é que outras pessoas tenham sido vítimas do rapaz e ainda podem denunciá-lo,m basta procurar a Delegacia. Por isto, foram divulgados os seis números de telefones utilizados por ele: 99754-9303, 98859-2364, 99987-2353, 99704-3513, 99879-7576, 99760-0396.

O suspeito foi ouvido e por se tratar de um crime afiançável, pagou R$2 mil de fiança, foi liberado e vai responder o inquérito inicialmente em liberdade.

Rede estadual de ensino adota regime especial

0
Na foto, a vice diretora Mariana Rodrigues, a diretora Susana Ferreira com os PET que foram entregues aos alunos. Fotos cedidas pela E.E.C.J.M

 

A Escola Estadual Cônego José Maria, que atende mais de 400 alunos das séries iniciais de 1º ao 5º ano, adotou o novo regime implantado na rede estadual de Minas Gerais. De acordo com a diretora Susana Ferreira Rabêlo, diante da situação do Covid-19 houve o adiantamento do recesso escolar de julho, após esse período, quando o Estado resolveu voltar com atividades de tele trabalho, o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-UTE), conseguiu impetrar na justiça um mandado de segurança. Com esse mandado, apenas a direção, secretaria e auxiliares de serviço gerais voltaram ao trabalho em regime de escalonamento.

O trabalho é feito em casa pelos professores. Apenas a direção e os profissionais de serviços gerais, aqueles que não são do grupo de risco, fazem um rodízio, para atender apenas os serviços de extrema necessidade. Entre as tarefas, está manter a escola limpa, já que apesar da pandemia do Coronavírus, é preciso verificar se não há acúmulo de água que pode ser criatório do mosquito Aedes aegypti e provocar a Dengue, que também oferece riscos à saúde. Os professores não vão até a escola, todos tem as suas tarefas e responsabilidades e fazem tudo de casa, cumprindo toda sua carga horária.

No trabalho remoto, os professores estão atendendo as crianças através de grupos de whatsApp. Os alunos que não tem acesso à internet recebem todo o material enviado pela Secretaria de Estadual de Educação, que são os Planos de Estudos Tutorados (PETs) , esse material de estudo  será entregue mensalmente com orientações de estudo e atividades por ano de escolaridade, de 1º ao 9º ano do ensino fundamental e 1º ao 3º ano do ensino médio. Os conteúdos foram baseados no Currículo Referência de Minas Gerais (CRMG) e na Base Nacional Comum Curricular (BNCC). O material foi elaborado por professores da rede estadual de ensino e contou com a colaboração de educadores das redes municipais e da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação Seccional Minas Gerais (Undime-MG).

Os próprios professores fizeram adaptações para as crianças com dificuldades e acrescentaram atividades para enriquecer o conteúdo. A vice diretora Mariana Rodrigues, ressalta a importância em dar prioridade aos atendimentos por grupos do whatsApp, para aqueles alunos que tem essa opção em casa, reconhecemos a dificuldade dos pais, principalmente daqueles com mais de um filho por sobrecarregar o telefone e outras questões como a falta de tempo. Os professores estão disponíveis no horário das aulas para tirar as dúvidas dos estudantes. De manhã das 7h às 11h15 e a tarde das 13h as 17h15. Mariana enfatiza que é preciso paciência visto que todos estão tendo que se adaptarem ao regime especial de tele trabalho, até mesmo os professores. Eles tem vários alunos e, por isto, ao fazerem os questionamentos, as respostas podem demorar um pouco, dada a demanda. Os pais que estudam com os filhos fora do horário tradicional da aula, podem deixar as dúvidas no grupo que os profissionais irão responder no horário da aula.

Fotos: Divulgação

A Escola Cônego José Maria contou com a colaboração solidária do Motoclube Combatentes do Asfalto, de Domingos Rosa e Allan Rodrigues que foram prontos a ajudar. A entrega do PET, do cronograma de estudo e das atividades complementares foi feita para 78 estudantes, que não tem acesso a internet e com necessidades de adequação curricular. O volume 2, que será disponibilizado pelo Estado vai para os professores fazerem atividades complementares e posteriormente, será entregue novamente pelos motociclistas, que foram tão bem recebidos que prometeram voltar. É importante esclarecer que nenhum pai, mãe ou responsável que tem criança na rede estadual deve ir na escola pegar o material, porque as escolas não tem autorização para fazer isto. Cada instituição está adotando um procedimento, inclusive via correios ou motoboy para não ter aglomerações. A vice diretora também esclarece, que o material não tem a necessidade de ser impresso, basta os pais fazerem a leitura no site ou no grupo criado para cada sala, ou verificar no site do governo. O aluno faz a leitura e realiza as tarefas no caderno que ele utiliza na sala de aula e não é necessário ficar fazendo cópia do material.

Outra ferramenta que pode ser utilizada além dos PET’s, é o aplicativo Conexão Escola que pode ser baixado no aparelho celular e as aulas ficam salvas, para assistir quando quiser ou então assisti-las pela Rede Minas. Em Três Pontas está no canal 17.1. As aulas são de segunda a sexta-feira e cada série, do 4º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio, tem seu horário específico, inclusive para os alunos que irão fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Diretora e vice, Susana e Mariana, deixam bem claro que não é má vontade e muito menos falta de interesse. Elas seguem as orientações e procedimentos adotados, que são repassados pela Secretaria Estadual de Educação, através da Superintendência Regional de Educação (SRE), de Varginha. As duas esclarecem que é necessário ter muita calma, pois este é um momento de aprendizado para todos e tudo é novo, para a direção, alunos, pais, professores e funcionários dos estabelecimentos educacionais. A direção reconhece que para todos não tem sido um desafio fácil, porém se faz necessário para preservar o que a de mais importante, que é a vida.

Algumas dicas
Manter hábitos de estudo diariamente
Seguir uma rotina, um caderno e um local para seus estudos diários.
Contar com o apoio da gestão escolar, professores e a família
Os grupos de WhatsApp estão facilitando a parceria
A Escola Cônego José Maria está a disposição de todos através do telefone
98824-2836 (whatsApp) e no e-mail:[email protected]

PM apreende menor que estava traficando drogas no São Judas Tadeu

0

 

O menor de 17 anos foi apreendido na noite desta sexta-feira (29), suspeito de tráfico de drogas no bairro São Judas Tadeu em Três Pontas.

Uma guarnição fazia patrulhamento pela Rua Adolfo de Paulo Pereira, quando encontrou com o adolescente, que ao ver a polícia jogou algo no chão. Ele foi abordado e ao verificar o que ele havia dispensado, os militares encontraram dois pinos de cocaína. O menor estava com R$110 dinheiro que ele disse ser da venda de drogas. Os policiais foram até a casa dele e no quintal, escondido na calha do telhado e dentro de uma sacola, mais 20 pinos. Ainda foi encontrado uma bateria que o menor confessou que havia recebido em troca de droga, por um usuário que tem diversas passagens por furto. A bateria havia sido furtada de uma madeireira no bairro Aristides Vieira.

O menor foi apreendido, levado junto com a sua mãe para o Quartel da PM onde foi registrado a ocorrência e em seguida foi liberado.