Home Blog

Câmara reconhece o trabalho de 18 personalidades e os outorgam o Título de Cidadãos Trespontanos

0
Fotos: Hécio Rafael e Denis Pereira

 

A Câmara Municipal de Três Pontas se reuniu na noite de sexta-feira (25), em sessão especial, para a entrega do mais alto diploma que se confere às pessoas que tenham prestado relevantes serviços ao município. Foi a cerimônia de Títulos de Cidadania Honorária Trespontana, realizada no Centro Cultural Milton Nascimento, repleta do sentimento de admiração pela constante luta pessoal, empenhada na conquista de cada um dos homenageados que alcançam seus objetivos, colhendo com a honraria o sucesso merecido.

Com este ato, o Legislativo Trespontano reconhece em seus homenageados, o trabalho de suas vidas. Com este título, destaca-se o reconhecimento da cidade de Três Pontas, pelo muito que fizeram em benefício da população. O povo os recebeu de braços abertos e os eles aderindo ao temperamento coletivo, contribuíram com o que tem de melhor: trabalho e dedicação em benefício do progresso do povo trespontano. São essas qualidades, demonstradas ao longo dos anos, que os tornam hoje reconhecidos e valorizados pela comunidade.

Mesa ocupada pelos vereadores e a primeira dama Aparecida Chaves

No cerimonial apresentado pela servidora Rosa Maria Reis Chagas, ela destacou que o povo trespontano, que se representa na Casa Legislativa, sente o maior orgulho em tê-los entre nós e poder chamá-los oficialmente, a partir desta noite festiva, de cidadãos trespontanos.

A sessão solene contou com a presença da primeira dama e secretária municipal de Assistência Social, Aparecida Maria Chaves Garcia, que representou o prefeito Marcelo Chaves Garcia, do provedor da Santa Casa Michel Renan Simão Castro e o ex-vereador da legislatura 2017/2020 Érik dos Reis Roberto e o secretário de Cultura, Lazer e Turismo Alex Tiso Chaves. Faltaram os vereadores Antônio Carlos de Lima, Geraldo José Prado e Professor Popó.

Familiares, amigos e convidados prestigiaram a última sessão solene do ano no Centro Cultural

Os 18 homenageados foram anunciados e ocuparam lugar de destaque, nas primeiras fileiras do Centro Cultural. Um breve histórico de cada um foi lido, demonstrando que ser trespontano, não significa apenas nascer neste Município, mas, principalmente, ter identidade com esta terra, identidade que se traduz com o sentimento de amor e devoção pela nossa gente.

Eles subiram no palco e receberam a placa que materializa o Título de Cidadania, aprovado todos por unanimidade durante o ano de 2022 pelo Plenário da Câmara Municipal. Algumas das homenagens entregues, foram votadas nos últimos dois anos, mas que a entrega ficou comprometida por causa do auge da pandemia da Covid-19, quando o Poder Legislativo ficou impossibilitado de realizar este tipo de cerimônia.

A Lira Sociedade Musical Lira Trespontana (foto), sob a regência do maestro substituto Oziel Antão, deram um brilho especial na noite da admissão de novos trespontanos, que tocaram as canções de Milton Nascimento: Travessia, Nos Bailes da Vida, Coração de Estudante e Maria Maria.

Veja a lista dos homenageados 

Aroldo Faria Rodrigues de Melo, Camila Silva Oliveira, professora Eunice Machado Vilela de Brito, Filipe Tosta Manhani, Francisco de Paula Vitor Brito Filho, José Carlos Caldeira, Dr. Keyje Carlos Alberto Kamizaki, Leandro Mendonça de Castro, Dr. Lucas Vieira Lima Araújo, Luiz Antonio Corrêa Pinelli, padre Márcio Paulino Arantes Júnior, Maria Aparecida Agostinho Bernardes, Pedro de Souza Fonseca, Ricardo Morais Pereira, Roberta Campos Roque de Souza, Silvio Evangelista Bahia de Souza, Taís Mancini Matioli de Sousa e Valdomiro Inácio Leal.

Aroldo Faria nasceu em Belo Horizonte há anos resolveu morar em TP. Trabalhou na Usina Boa Vista e se estabeleceu na Inter Aduaneira em Varginha, que presta serviços em importação e exportação, onde atua até hoje
Nascida em Santo André (SP), Dra. Camila Silva, é advogada voltou para Três Pontas em 2016. Atuou no Conselho Desenvolvimento Econômico Sustentável de Três Pontas (CONDES), realizou trabalhos sociais na Vila Vicentina, Associação Comunitária Fé com Obras, Paróquia Nossa Senhora d’Ajuda. Foi vice presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB, participou de ações do Conselho Municipal do Patrimônio Municipal e é membro do Rotary Club de Três Pontas
Eunice Machado conhecida como Branca, nasceu em Coqueiral. Lecionou na Fazenda Mutuca onde residia e depois no Colégio Cônego Victor e depois na Escola Estadual Tancredo Neves, até se aposentar
Nasceu em São Paulo e é formado em Marketing pela Universidade de Mogi das Cruzes. Morou por 5 anos na cidade de Alfenas, atuando profissionalmente na empresa realizadora do Carnalfenas. Esteve nas Olímpiadas do Rio em 2016, e teve sua primeira passagem por Três Pontas em 2019 quando foi convidado para fazer a produção do evento Viva Três Pontas e depois do Carnaval 2020. Foi idealizador e coordenador da força tarefa que ficou conhecida como Os Laranjinhas. Ocupou o cargo de assessoria de comunicação, foi um dos responsáveis pela revitalização do Parque Vale do Sol e atualmente é Superintendente do Consórcio Público para o Desenvolvimento do Café do Sul e Sudoeste de Minas (Concafé)
Francisco de Paula “Chico Canela” é engenheiro agrimensor, perito judicial, músico e compositor nas horas vagas. Já exerceu a atividade de professor, ministrando aulas de matemática e física em escolas trespontanas. Chico Canela possui diversas composições musicais, sendo também autor de vários sambas enredos do Estudantes do Samba de Três Pontas
José Carlos Caldeira é de Jenipapo, cidade do norte de Minas Gerais. Trabalhou na extinta Usina Boa Vista e na zona rural. Em 2006 tomou posse na Prefeitura no cargo de jardineiro, lotado na Secretaria de Educação
Dr. Keyje é do Paraná, na cidade de Bom Sucesso. Estudou Medicina em Vassouras, no Estado do Rio de Janeiro, Faculdade Severino Sombra e Residência Médica em oftalmologia em Guarulhos. No ano de 1995 fixou residência em Três Pontas. Ele é sócio da clínica de oftalmologia de Três Pontas há anos, formando um vasto círculo de amizades e uma clientela de sua especialidade
Leandro Mendonça é de São Paulo. Veio morar em Três Pontas em 1995 tendo já trabalhado nas empresas Schiavon Auto Peças e Imobiliária Sabrina. Em 2009 abriu sua empresa, a Leandro Imobiliária
Dr. Lucas Vieira nasceu em Araguari Minas Gerais. Cursou a Universidade José do Rosário Vellano na cidade Alfenas, graduando-se em Pediatria, urgência pediátrica e ultrassonografia Pediátrica. Trabalhou em Carmo da Cachoeira, Três Corações e em Três Pontas, no Pronto Atendimento Municipal e na Santa Casa do Hospital São Francisco de Assis onde atua até os dias atuais somado ao cargo de Diretor Técnico
Luiz Antônio Pinelli é de Nepomuceno. Mudou-se para Três Pontas em 1971, iniciando sua vida profissional na Cocatrel, depois foi para a extinta Usina Boa Vista. Em 2022 tomou posse no cargo de motorista do transporte escolar da Prefeitura
O vigário paroquial da Paróquia Nossa Senhora D’Ajuda padre Márcio Paulino Arantes Júnior é de Três Corações, iniciou a vida na igreja no Seminário da Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus, ingressando, após no Seminário Menor Dehonista de Lavras. Foi enviado para Brusque em Santa Catarina (SC), onde cursou Filosofia. Depois foi enviado para os Estados do Paraná e São Paulo, desenvolvendo trabalhos pastorais no Hospital do Câncer de Barretos e Centro de Recuperação para Dependentes Químicos. Atuou como missionário no norte do Mato Grosso por dois anos, na cidade de Juara, desenvolvendo trabalhos junto às comunidades ribeirinhas e aldeias indígenas. Em 2015, iniciou seus estudos em Teologia na cidade de Taubaté. No ano seguinte, foi admitido na Diocese da Campanha, onde concluiu seus estudos em Teologia e Gestão em MBA, gestão administrativa paroquial, quando foi enviado para um estágio pastoral no Vale do Jequitinhonha. Após, designado para o estágio pastoral Basílica Menor Nossa Senhora das Dores de Boa Esperança. Em novembro de 2019 recebeu o sacramento da Ordem no grau de Diaconato, sendo ordenado sacerdote em 1º de agosto de 2020 e nomeado Vigário Paroquial de Nossa Senhora D’Ajuda em janeiro de 2021, onde com zelo e dedicação desenvolve seu ministério sacerdotal em favor da comunidade trespontana, sobretudo com a juventude e casais
Nascida em Cataguases, em Minas Gerais, Maria Aparecida Agostinho Bernardes, Cidinha, como é carinhosamente conhecida por todos, veio para Três Pontas depois de aceitar o convite de seu irmão que já morava no sul de Minas. Cidinha conheceu Três Pontas em 2010, quando ela deu os passos para se tornar comerciante
Popularmente conhecido por “Maguila do Táxi”, Pedro de Souza Fonseca nasceu em Piedade do Rio Grande, em Minas Gerais. Em abril de 1976 veio com seu tio Domiro – Tiu Du – trabalhar na Usina Boa Vista como turmeiro, experiência que rendeu-lhe a vontade de adotar Três Pontas como sua terra. Depois ele começou a atuar como taxista, atividade que exerce até hoje
Nascido em Varginha, Dr. Ricardo Morais Pereira, nasceu em Varginha. Possui graduação em Direito pela Faculdade de Direito de Varginha e pós graduação Lato Sensu em Direito Tributário pela Universidade de Anhanguera (UNIDERP). Mestre em Educação pela Universidade do Vale do Sapucaí e doutorando em Educação na UNITAU/ESTÁCIO, Ricardo é professor universitário, ex-diretor e ex-coordenador do Curso de Direito da Faculdade de Três Pontas (Fateps), pró-Reitor Acadêmico do Centro Universitário do Sul de Minas pertencente ao Grupo Unis
Roberta Campos Roque de Souza é de Barra Mansa, no Rio de Janeiro. Morou em Juiz de Fora onde se formou em estética. Em 2016, veio morar em Três Pontas, acompanhando seu esposo recém aprovado em concurso público, trabalhando com estética desde 2017. Formou-se em Pedagogia e hoje é pós-graduanda em Educação Especial e Inclusiva e ainda em Supervisão, Orientação e Inspeção Escolar
Dr. Silvio Evangelista Bahia de Souza é médico dermatologista e nasceu em Benevides, no Pará. Veio para Três Pontas no ano de 1998, porém se estabeleceu definitivamente a partir de 2009. Dr. Silvinho como é carinhosamente conhecido, trabalha atualmente na rede pública municipal, atendendo também na rede particular
Taís Mancini Matioli é de Criciúma, Santa Catarina. Mudou com seus pais para Três Pontas em 1987. É Bacharel em Turismo pelo Centro Universitário Newton Paiva em Belo Horizonte e curso de especialização em turismo e desenvolvimento sustentável pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), curso voltado para o patrimônio geo-ambiental e sócio cultural no planejamento turístico em Minas Gerais. Morou em Belo Horizonte e São Paulo, regressando definitivamente para Três Pontas em 2013, assumindo o cargo de Chefe do Serviço de Coordenação de Lazer da Prefeitura Municipal de Três Pontas, atuando também em diversos setores da Secretaria de Cultura. Depois no cargo efetivo de Turismóloga da Secretaria de Cultura
Valdomiro Inácio Leal é de Paraguaçu, no Sul de Minas. Residiu no estado de São Paulo e após a aposentadoria mudou-se para Três Pontas. Católico, devoto fervoroso do Beato Padre Victor, considera este um dos principais motivos que o levou a escolher esta terra para morar

Nadadora Áddilla termina o ano com vitórias em Uberlândia

0

 

A temporada de 2022 da natação terminou para Áddilla Caroline Laurindo. No último fim de semana, entre os dias 18 e 20 de novembro, ela disputou o Campeonato Mineiro de Natação Master, no Praia Clube em Uberlândia (MG).

O evento contou com mais de 200 atletas e a nadadora trespontana se consagrou campeã mineira 4 vezes nas provas individuais. A atleta conquistou o 1° lugar no troféu Super Pré-Master e 2 provas de revezamentos e garantiu seu lugar no pódio.

Áddilla foi 1º lugar também nos 100 metros costas; 50 metros livre, 50 metros costas; 100 metros livre; 2º lugar no revezamento 4×50 livre e 3º lugar no revezamento 4×50 misto medley.

A nadadora avalia que 2022 foi um ano de muita entrega, persistência e dedicação. “Conquistar os títulos de campeã e conseguir me superar a cada campeonato foi a realização de um propósito que foi trabalhado o ano inteiro. Os treinos e a minha rotina foram intensos. Para eu alcançar esses objetivos me doei mais que 100% e não tive medo de errar”, disse ela. Ela afirma ainda que nem sempre o processo para a evolução é prazeroso, mas não esconde que com toda certeza valeu a pena e completou – “a vista do lugar mais alto do pódio é a mais bonita. O ano de 2022 foi o mais importante da minha carreira”, completou Áddilla.

E os resultados confirmam o quão importante foi a temporada de 2022, para a jovem nadadora trespontana. Ela foi campeã Mineira, Brasileira, Pan-americana; Sul-americana e Super Pré-Master.

Áddilla exibe com orgulho as últimas medalhas da temporada de 2022

Na classificação no ranking nacional de 2022 Áddilla foi na piscina de 50 metros: 2º lugar nos 50 e 100 metros livres e 1º lugar nos 200 metros livre; 50 metros costas; 100 metros costas e nos 200 metros costas.

Já na piscina de 25 metros, ela foi 1º lugar 100 e 200 metros livres, nos 100 e 200 metros costas e 2º lugar nos 50 metros livre e 50 metros costas.

Áddilla termina agradecendo a Deus pelo ano inteiro de vitórias, aos pais Adriano e Flávia, seus familiares, a TP NET e o Clube Campestre que a patrocinam e todos que estiveram ao seu lado, na certeza que 2023 pode ser ainda mais especial.

AGENDA DO FUTEBOL AMADOR: começam as decisões nos campeonatos da cidade

0

 

As competições de futebol amador da cidade de Três Pontas chegam a suas fases decisivas: Campeonato de Veteranos, Campo do Vila, Morada Nova, Rural e Clube dos Cem tem bola rolando nesse final de semana. Confira a programação:

SÁBADO (25/11)
CAMPEONATO MUNICIPAL DE VETERANOS

CAMPO DO TAC – 15h – Semifinal
For Fun X Pedra Branca

DOMINGO (26/11)
CLUBE DOS CEM – Semifinais (jogos de ida)
08:00h – Lumi Imobiliária / Quintal do Lelê X Posto FAMI
10:00h – Grupo Bem-Te-Vi X Philadelphia Veículos

CAMPEONATO DO CAMPO DO VILA – Quartas de Final
08:30h – For Fun/Sandubom X Artvac
10:30h – Raça X VB Comissário de Café

CAMPEONATO DO MORADA NOVA – Semifinais
08:30h – Calhas & Cia X Boa Juniors
10:30h – Sacolão Center X Força Jovem

CAMPEONATO RURAL – Quartas de Final
Campo do TAC – Quartas de Final
13:30h – Córregos das Pedras X Comodoro
15:30h – Internacional X Comodoro

Se você quer divulgar os jogos e resultados da sua equipe, mande uma mensagem para o whatsapp (35) 99958-9791.

Polícia Civil investiga morte de aposentado e sumiço de dinheiro no bairro Vila Marilena

0

 

*Sebastião Galvão era aposentado da Prefeitura e foi encontrado morto em casa

A Polícia Civil vai investigar a morte de um funcionário aposentado da Prefeitura. Sebastião Galvão Meimberg de 63 anos foi encontrado morto na casa onde morava, na noite desta quinta-feira (24), no bairro Vila Marilena, em Três Pontas.

De acordo com a Polícia Militar, familiares chegaram e encontraram o aposentado morto, caído no chão do quarto. Ele estava apenas com um pequeno ferimento no rosto. Uma das suspeitas é que ele possa ter passado mal e caído no chão. Havia marca de sangue apenas no local onde ele estava caído. Sebastião, que era muito conhecido como “Ferpa”, tinha em casa segundo informações de familiares cerca de R$50 mil guardados em uma maleta. Ela foi encontrada rasgada em cima da cama sem o valor e o quarto estava todo revirado.

Maleta que ficava no guarda roupas foi encontrada rasgada em cima da cama. Fotos: Equipe Positiva

Segundo o Sargento da Polícia Militar, Rogério Rosestolato, o aposentado pode ter sido vítima de furto ou até de roubo, mas ainda é cedo para afirmar o que pode ter acontecido. A família informou também que ele tinha problemas cardíacos de saúde e havia passado recentemente por uma cirurgia. Vários medicamentos foram encontrados ao lado cama dele. Sebastião morava no imóvel junto com sua mãe, que faleceu a cerca de 30 dias.

Ele não tinha inimigos, vivia uma vida pacata, era de pouca conversa e enquanto funcionário da Secretaria Municipal de Obras e trabalhava muito. A Polícia Militar acionou a Perícia da Policia Civil que realizou trabalho para auxiliar nas investigações da Delegacia de Três Pontas.

O corpo de Sebastião Galvão foi levado para o Instituto Médico Legal (IML), de Varginha para necrópsia para investigar a causa da morte. Ele será velado no Velório Municipal e sepultado as 17:00.

2 NOTAS DE FALECIMENTOS sexta-feira 25 de novembro

0

 

Faleceu Irmã Sebastiana Romar. Ela residia na Rua Imperatriz Leopoldina 675, no Centro. O corpo está sendo velado no Velório Municipal e o sepultamento será hoje as 9:00 horas.

Faleceu Maria Inês. Ela residia no Sítio Fruto do Lobo em Três Pontas. O corpo será velado a partir das 8:30 e o sepultamento será hoje as 16:00 horas.

Motorista de Três Pontas é baleado na cabeça no Rio de Janeiro

0

 

Um motorista de caminhão de Três Pontas, foi baleado em uma tentativa de assalto em Senador Camará, na Zona Oeste do Rio, na noite desta quarta-feira (23). Em outra ação, no mesmo bairro, um subtenente da Polícia Militar foi assassinado ao entrar por engano em uma comunidade.

O motorista William Lúcio Lourenzo de 46 anos e o ajudante, estavam na estrada do Taquaral, na altura da Vila Aliança, quando foram abordados pelos criminosos. De acordo com testemunhas, William se assustou e acelerou o veículo. Com a reação, os bandidos atiraram e atingiram William, que perdeu o controle do caminhão e acabou batendo em um poste.

O motorista foi socorrido ao Hospital Municipal Albert Schweitzer em estado grave mas foi transferido para o Hospital Municipal Pedro II, onde está internado em estado gravíssimo. William e o ajudante são de Três Pontas, onde trabalham com frete e mudanças.

O ajudante, de 20 anos, não se feriu. O caso é investigado pela 34º Delegacia de Policia Civil de Bangu, como tentativa de homicídio. De acordo com a Polícia Civil, testemunhas serão ouvidas e diligências estão em andamento para identificar a autoria do crime.

3 NOTAS DE FALECIMENTOS quarta-feira 23 de novembro

0

 

Faleceu Darcy da Cruz. Ela residia na Rua Sete de Setembro 509, no Centro. O corpo está velado no Velório Municipal e o sepultamento será hoje as 16:30.

Faleceu Gilmar Portugal. Ele residia na Rua Francisco Vieira Campos 321, no bairro Catumbi. O corpo está sendo velado no Velório Municipal e o sepultamento será hoje as 17:00 horas.

Faleceu Geraldo do Nascimento Fonseca, mais conhecido por Geraldo carpinteiro, pai do Eric que trabalha no Hospital e marido da Gicelda Cabeleireira. Ele residia na Rua Rio Grande Do Norte 38, no bairro Santa Inês. O corpo está sendo velado no Velório Municipal e o sepultamento será hoje as 17:00 horas.

Projeto de policial penal de Três Pontas, de fabricação de máscaras, concorre ao Prêmio Inova Minas

0
Fotos: Agência Minas

 

O policial penal trespontano Wallace Vitor Sírio, é finalista do Prêmio Inova Minas Gerais, que busca estimular ideias inovadoras e a implementação de iniciativas de sucesso, que promovam ações de simplificação e desburocratização de processos governamentais, visando à transformação e à melhoria dos serviços públicos com foco nas necessidades dos usuários.

Wallace é responsável por um projeto que começou pequeno, de forma tímida, com a ajuda de familiares, amigos e aos poucos foi ganhando forma e conquistando os corações das pessoas em ajudar na fabricação de máscaras. O projeto que começou em uma garagem no bairro Santa Inês, ganhou Minas Gerais. Milhares de pessoas foram beneficiadas com a produção, que envolveu centenas de presos em grandes fábricas instaladas em unidades prisionais de todo o Estado.

Para falarmos como as coisas aconteceram, precisamos voltar no tempo e contar que Wallace entre tantos trabalhos que já teve, antes de prestar concurso, na época para agente penitenciário, seu último emprego foi tapeceiro e por isso aprendeu a arte da costura fazendo bancos de carros.

Há dois anos, quando a pandemia da Covid-19 chegou, a maior dificuldade das pessoas principalmente mais carentes, era ter uma máscara, o principal equipamento de proteção que se tornou obrigatório. Quando os casos da doença explodiram, além de ser difícil de ser encontrada máscara era caro.

Pensando nesta situação, Wallace montou um projeto com um grupo de voluntários, junto com a costureira Beth. Várias pessoas e empresas ajudaram da cidade. Eles começaram a receber doação de tecidos de muitos lugares e a fabricação não parava. Foram mais de 20 mil máscaras distribuídas gratuitamente para quem mais precisava.

Se fazia isto nos horários vagos de trabalho, o policial penal levou o projeto para dentro das unidades prisionais. Ele começou em Belo Horizonte, qualificando os detentos, hoje chamados de Indivíduos Privativos de Liberdade (IPL), para trabalhar na confecção.

Os acessórios eram destinados ao item de proteção que passou a ser fundamental para a saúde de todas as pessoas. Ele fez contato com o diretor de Trabalho e Produção, do Departamento Penitenciário de Minas Gerais, Paulo Alexandre Duarte. Ele o convidou para verificar as máquinas que haviam disponíveis e deu total apoio. Wallace fez a substituição de um maquinário que estava parado e o Estado fez a compra de outras. Enquanto isto, o policial fazia a seleção daqueles que estavam aptos e autorizados pela justiça em trabalhar.

O profissional trespontano compartilhou do conhecimento, foi formando as turmas e expandindo a fabricação. Ele foi em várias unidades do Estado. Em outras gravou vídeos compartilhando do conhecimento que tem, desde o corte do material, costura, embalagem e a higienização. O trabalho seguia as regras e normas da Vigilância Sanitária, todos usavam luvas, máscaras e mantendo o distanciamento. Ainda em Belo Horizonte, ensinou as detentas e elas triplicaram a produção. Em Brumadinho, o projeto deu tanto certo que foi abraçado pela Prefeitura e formou profissionais que seguiram a profissão após cumprirem suas penas. Estes tiveram um grande incentivo para recomeçarem suas vidas.

Pois bem, desde o início até hoje foram fabricadas em todas as unidades 8,7 milhões de máscaras de proteção individuais. O acessório é distribuído em toda Minas Gerais em várias unidades prisionais, serviços de segurança, repartições públicas, hospitais, serviços de saúde e onde existe a demanda.

E o projeto está expandindo com a fabricação de absorventes e fraldas geriátricas. Atualmente trabalham na confecção das máscaras 300 IPL’s e 30 fabricam fraldas geriátricas. Em Minas são mais de 15 mil detentos que trabalham no projeto e em diversas parcerias, inclusive com a iniciativa privada. A iniciativa de Wallace Vitor, que atualmente atua na unidade prisional de Varginha, já é vencedora de ser escolhida e concorrer ao prêmio em duas categorias – ideias inovadoras e iniciativas implementadas de sucesso.

A entrega dos prêmios aos vencedores será feita até o fim deste ano. Mas agora, é a vez da população ajudar a escolher os melhores projetos para adoção de boas práticas e aplicação de ideias inovadoras no serviço público do Estado. Wallace pede que as pessoas votem na sua iniciativa. Mas que o dinheiro que vai receber, importante é valorizar o trabalho que começou em Três Pontas. “Eu nunca imaginei que chegaria a este ponto. A minha função era apenas ajudar e não tinha outros interesses”, justificou o policial penal.

A votação foi aberta no dia 7 de novembro e termina nesta quinta-feira (24), de forma on-line, pelo aplicativo MG App ou pelo site www.cidadao.mg.gov.br. Dos 18 projetos que estão concorrendo, 5 são do sistema prisional que visa a ressocialização e a busca da inclusão social.

O público tem a opção de votar em 18 finalistas do Prêmio Inova Minas Gerais. O policial penal nunca pensou que chegaria neste ponto a sua iniciativa. A sua função era apenas ajudar e não tinha outros interesses.

O Prêmio Inova Minas Gerais foi instituído em 2016 nas categorias “Ideias Inovadoras Implementáveis” e “Iniciativas Implementadas de Sucesso” e também na Modalidade “Inovação em Processos Organizacionais” e Modalidade “Inovação em Políticas Públicas”.

Depois da votação popular, os trabalhos eleitos serão apresentados a uma banca composta por especialistas de notório saber sobre os temas do Prêmio para a última avaliação.

Passo a passo para votar

•    Acesse o site cidadao.mg.gov.br ou o aplicativo MG App. Caso já possua o MG App instalado, será preciso atualizá-lo para votar;
•    Faça o cadastro ou login;
•    Acesse o item “Votação Prêmio Inova”;
•    Para conhecer os trabalhos antes de votar, clique nessa opção no MG App, ou em “Ver mais” caso esteja acessando pelo site (cidadao.mg.gov.br). Se você já conhece os trabalhos, pode clicar direto no item “Votar”;
•    Escolha um projeto nas categorias:
•    Iniciativas Implementadas de Sucesso;
•    Ideias Inovadoras Implementáveis;
•   Vote em um trabalho de cada categoria e modalidade.

NOTA DE FALECIMENTO quarta-feira 23 de novembro

0

 

Faleceu Emanuel Antônio Donizete, filho de Quésia e Maicon. Ele residia na Rua Rio Grande do Norte 879, no bairro Residencial Santa Edwirges. O corpo será velado no Velório Municipal a partir de 8:00 horas e o sepultamento será as 14:00 horas.

Câmara mantém foco nas cobranças ao Executivo na reta final do ano

0

 

A Câmara realizou sessão ordinária na noite desta segunda-feira (21), com projetos de leis do Poder Executivo na pauta e incluiu outros quatro, sendo dois vindos da Administração e o restante de homenagens que ainda serão entregues neste ano legislativo, que deve se encerrar em 19 de dezembro.

Excluindo as votações, os vereadores repetiram o “enredo” da semana anterior e mantiveram críticas ferrenhas ao Executivo, principalmente as ações de infra estrutura e limpeza da cidade. A preocupação deles, é quanto ao aumento de pessoas que visitam o Município e vão encontrar novamente uma cidade suja, cheia de buracos e com problemas que foram cobrados soluções durante o ano inteiro. Algumas são até de 2021.

Quem mais uma vez abriu o coro na Tribuna, foi o vereador Luciano Reis Diniz (PV). Da base aliada do prefeito Marcelo Chaves (PSD), ele sente que a cidade está sendo tratada com descaso pois está em situação de abandono. Listou sujeira e buracos que estão deixando a cidade intransitável e paralelepípedos irregulares, lâmpadas queimadas há muito tempo, Rodoviária com mato alto, até em torno da sede do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), postos sem reformar e a unidade de saúde do bairro Vila Marilena sem estar licitado nem mesmo o projeto. Ainda na saúde, reclamou da fila no Pronto Atendimento Municipal (PAM), no fim de semana, falta de planejamento de colocar mais um médico sabendo que a demanda aumenta. “Não adianta falar que vai fazer, o povo quer agora, porque tem coisas aqui que estão demorando demais e tendo dinheiro. É o povo que pede e que manda na cidade”, desabafou Luciano Diniz.

Ainda de acordo com o vereador do Partido Verde, todos estão vendo a situação assim, mas questiona se o prefeito Marcelo e o secretário de Obras Maquil Pereira não andam na cidade? Justificando que o gestor ganhou a Eleição por fazer “o feijão com arroz” que outros não faziam, mas agora ele está seguindo o mesmo caminho dos antecessores.

No final, terminou com a pergunta feita a várias semanas. E o Concurso Público prefeito? Ele ainda incluiu nas cobranças, o Ministério Público que segundo ele, sabe da necessidade e não faz nada.

A vereadora Maria Selena Silva (Selena Caté – PSD) parabenizou pelo evento realizado na Praça do bairro Botafogo em comemoração ao Dia da Consciência Negra e leu um texto falando sobre o surgimento da data.

Já Paulo Vitor da Silva (PP), parabenizou o trabalho dos professores do Conservatório Municipal que estão gravando vídeos com alunos da Apae no Parque Municipal Vale do Sol. Na linha de críticas, Paulinho citou a falta de organização da coleta de lixo e as dificuldades que servidores ainda enfrentam com a falta de equipamentos, com caminhões as vezes de carroceria e a população pagando uma taxa sem saber onde o dinheiro está sendo investido.

Luis Flávio Floriano (Flavão) reclamou da quantidade de buracos na Rua Projetada, que fica ao lado da Artvac, na rua que entra no bairro Santana; do gramado do Campo do Cidade Jardim que ainda não tiveram a solução e das lâmpadas queimadas ainda na quadra do bairro Santa Marta.

O vereador Sérgio Eugênio Silva (Cidadania), fez um pedido à Secretaria de Cultura, Lazer e Turismo, para que coloque iluminação na Avenida Oswaldo Cruz. A Avenida é movimentada demais, cartão postal da cidade e a Prefeitura poderia estender a ornamentação de Natal também nesta via.

O vice presidente da Câmara Antônio Carlos de Lima (Antônio do Lázaro – PSD), agradeceu aos funcionários da Prefeitura pelo mutirão de limpeza que foi realizado no último sábado (19), no Distrito do Quilombo Nossa Senhora do Rosário.

Roberto Donizetti Cardoso (Democratas) comentou sobre as emendas individuais impositivas que os vereadores deverão votar até na última sessão e acusou o Poder Executivo, de não cumprir lei. Isto porque, Robertinho alega que tem emendas dele que não foram feitos o que era preciso com os recursos, isto ainda de 2020.

Geraldo José Prado (Coelho – PSD) fez um apelo por causa de um cachorro que está precisando fazer uma cirurgia. Cobrou providências da Prefeitura e criticou as ONG’s que atuam na causa animal na cidade. É que o cachorrinho de uma família do bairro Jardim das Esmeraldas que não tem condições financeiras foi atropelado no dia 30 de outubro, dia do segundo turno das Eleições. Coelho foi procurado, buscou ajuda, mas não encontrou o apoio que precisava para pagar a cirurgia do animal que custa R$1,2 mil. Segundo o vereador, as ONG’s só servem para ficarem brigando por causa de recursos públicos e quando as pessoas precisam elas não fazem nada e questionou para onde o dinheiro está indo.

O vereador Francisco Fabiano Diniz Júnior (Professor Popó – PP) respondeu em seguida. Fez um esclarecimento e não poupou críticas ao colega, sem citar seu nome. “Antes das pessoas falarem as coisas é preciso conhecer sobre o assunto”. Ele explicou que tem uma ONG chamada de Recanto das Vidinhas, que ele e sua esposa Tânia cuidam na casa onde ele mora de 300 cachorros e a renda para a manutenção sai de uma campanha feita por uma rede de supermercados da cidade e do seu próprio bolso. A outra que ele sabe é a Pelo Amigo TP, que recebe recursos sim e apresenta um plano de trabalho e precisa prestar contas dele. O dinheiro que é repassado é para a castração e não pode ser desviado. Esclarecido isto, deixou outra frase que chamou a atenção do Plenário. “Quando eu tenho outros problemas e posso resolver, pago do meu bolso. Se não tenho condições não fico colocando os problemas nas costas dos outros”, terminou Popó.

Coelho voltou a falar do assunto no Grande Expediente, justificando que não é nada pessoal com Popó, mas que buscou ajuda onde poderia ajudar e não resolveu. Enquanto ele falava, Professor Popó se despedia de algumas poucas pessoas que estavam no Plenário e não ouviu a fala de Coelho.

O presidente da Câmara Maycon Douglas Vitor Machado (PDT), parabenizou Gilson do Salão e a comissão que organizou o evento do Dia da Consciência Negra no fim de semana e enfatizou que não precisa ter um dia para se ter consciência, pois as pessoas precisam entender que a cor de pele não difere ninguém. Maycon repudiou mais um furto de fios de energia elétrica no Caic e sugeriu que seja colocado um reforço na estrutura para evitar que novos casos sejam registrados.

Se despedindo da cadeira de presidente, Maycon trouxe a boa notícia que assinou a documentação autorizando a realização de concurso público na Câmara Municipal. Não será ele a dar posse aos futuros servidores, mas o trabalho é fruto dele, que ele atribui ao apoio da equipe de servidores. No fim da sua gestão, ele também autorizou a compra de novos equipamentos de som e transmissão para o Plenário. Ele justificou sempre foi e é muito preocupado em não pular etapas e fazer tudo como determinam as regras e que aliado e aliado a burocracia no setor público é grande. Maycon admite que a reclamação é constante, mas que a solução foi dada por ele e se sente orgulhoso por isso.

Críticas se mantém na pauta

Quatro itens foram inclusos na pauta, mas a discussão maior foi no projeto que abre um crédito adicional suplementar no valor de R$16.632,37 para atender as necessidades de aquisição de material de consumo da Secretaria Municipal de Agropecuária. Luciano Diniz que viu seu pai ocupando o cargo, mencionou que Três Pontas não tem uma pasta a altura da pujança que agricultura representa no município e muito pouco se faz. Coelho comentou que as ações são pequenas demais e Paulinho que a secretaria deve buscar projetos e recursos e ter alguém com conhecimento de onde ir, o que fazer, mas a situação hoje é de comodismo.

Outro projeto corriqueiro, ainda mais se tratando de fim de ano, é abertura de crédito adicional especial de R$5.898,34 – valor para a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, fazer a compra de material até fechar o ano.

Gerou alguns questionamentos, o projeto que destina R$ 235.040,31 para fazer o pagamento de serviços prestados pelo Hospital São Francisco de Assis, que ficaram pendentes, por causa disso, a tramitação foi solicitada que fosse em caráter de urgência.

Já o valor de R$ 1.797,01 será investido de contrapartida para convênio celebrado entre o Município e a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais, oriunda de emenda parlamentar do deputado estadual Noraldino Júnior (PSC) compra de equipamentos e mobiliários para a Escola Municipal José Vieira de Mendonça, a Escola Agrícola.

Homenagens votadas

A Câmara ainda votou duas Moções de Aplausos e Congratulações para dois atletas trespontanos que estão se destacando muito no esporte especializado. É o atleta de hipismo, Luiz Otávio Bressani Correia, conhecido carinhosamente por Tatá. Levando o nome de Três Pontas em disputas nacionais e internacionais, Tatá, é uma verdadeira promessa do hipismo brasileiro que, aos poucos, vem ganhando notoriedade em todo o país e que já ocupa o ranking dos 10 melhores cavaleiros do Brasil.

A honraria também foi aprovada para a super nadadora trespontana, Áddilla Caroline Laurino, pelo seu desempenho e históricas vitórias em campeonatos regionais, nacionais e internacionais, sagrando-se campeã mineira, brasileira, sul-americana e panamericana. Ela voa nas piscinas e tem ganhado tudo que disputa. As Moções são assinadas pelo vereador Maycon Machado, mas quando ele sugeriu as homenagens acrescentou todos os seus colegas na lista de que teria os indicados.

Sessão adiada por causa do jogo do Brasil

Em virtude do horário diferenciado nos dias dos Jogos do Brasil, a sessão ordinária que seria na próxima segunda-feira (28), a sessão será transferida para a terça-feira, as 18h30 minutos.